PENSANDO

PENSANDO

terça-feira, 11 de agosto de 2009

VIABILIZANDO-SE

A cidade de São Paulo só é viável para quem conhece alguém. É impossível viver nesta cidade de forma solitária. Você precisa saber o quê quer descobri a região onde esta sua tribo e frequenta-la. Caso contrário seus dias serão difíceis ou apenas impossíveis.
Mas falávamos no sábado enquanto atravessávamos um túnel ( acho que o Tribunal de Contas ) que em São Paulo só é solitário quem quer, porque aqui existem e coexistem todas as tribos possíveis e imagináveis do planeta. Mas é uma cidade de paredes, e as pessoas ficam por detrás delas. Se você andar por uma rua estará sempre só, não importa o tamanho da multidão.
Eu que já fui muito tímido, hoje não tenho problemas em conversar com ninguém que não conheça, mas não faço isso mo tempo todo.
Como minha imagem deve transmitir algum tipo de segurança e confiança sou muito abordado na rua ( talvez porque eu me pareça demais com o George Clooney ). E sempre sou muito receptivo nessas abordagens. Embora fuja dos chatos e carentes doentios.
Mas como ando em família ou grupo de amigos, sempre, não careço de ficar arrumando assunto com estranhos mas arrumo sempre que tenho oportunidade. Já engato um comentário envolvente e questionador que obriga o estranho a dar sua opinião e emendo com uma piada. Sempre rola uma conversa, para meu desespero, e acabo passando o dia na rua gastando meu tempo de trabalho.
Mas em São Paulo você carece de técnicas para se sentir bem. Não é difícil, mas você precisa saber que tem que usar técnicas, ou sai odiando o povo daqui.

2 comentários:

Mary Joe disse...

Já fui muitas vezes a Sampa. E percebi isso, que as pessoas se abrem se vc tomar a iniciativa.

Tinha um tio que morava em Interlagos, pertinho do autódromo... e ia para lá muitas vezes. Era tímida feito uma ostra e aí, entrava dia, saia dia, naõ fazia amizade alguma.

Depois, tive a oportunidade de voltar com a turma da faculdade. Eram outros tempos, e aos 20, eu já era mais como sou hoje... falante rs... tive outra idéia das pessoas de Sampa.

Pessoalmente, adoro o clima cosmopolita de São Paulo. Sempre vou na Avenida Paulista, ver o MASP (se for 15vezes a sampa, vou 15vezes ao masp) e gosto de andar a pé, até a consolação, ou de metrô.
Invariavelmente acabo conhecendo alguém. Como vc disse, aquelas conversas de fila, ou de feira. E percebo que as pessoas são receptivas a seu modo. Cabe a nós, mostrar que também somos.
Beijo no coração
Mary

Vitorio disse...

MaRy JoE
Tenho uma amiga mineira que diz que os paulistas são fechados e frios. Achamos isso dos paranaenses e esses acham isso dos catarinenses, que acham exatamente isso dos gauchos. Só concordamos todos qdo o assunto é argentinno.
Mas acho que o que pode dificultar são barreiras de idioma, religião e habitos muito estranhos, quando são parecidos com os nossos tudo é contornável.
Bjs.