PENSANDO

PENSANDO

sábado, 1 de agosto de 2009

INFIDELIDADE E FURIA.

Ontem depois de 3 semanas ligamos a televisão e vi uma propaganda do Globo Repórter sobre infidelidade. Falava da pesquisadora americana que correu o mundo pesquisando sobre a infidelidade e às duas conclusões a que ela havia chegado. Não vi o programa mas já havia lido sopre a pesquisa e sobra a pesquisadora recentemente.
As conclusões são:
1) Para uma mulher trair ela precisa apenas de um motivo.
2) Para o homem trair ele precisa apenas de uma mulher.
Minha fúria.
Me senti ofendido quando li isso e mais ainda ontem quando vi que a opinião da americana, que alias fala português, ainda esta se propagando.
Na minha opinião que darei em partes a coisa é assim:
1) O motivo que a mulher precisa é ter um homem atraente.
2) Homem não precisa apenas de uma mulher para trair, a grande fantasia dos homens é ter duas mulheres ao mesmo tempo. Transar com as duas e depois -las transar para ele.
Tá ficando pesado ? Eu falei que é em estado de fúria que estou.
3) Homem também tem sentimentos, se encanta, se apaixona, sofre, quer estabilidade emocional, sente mais prazer quando encontra alguém com quem possa estabelecer cumplicidade e assim vai.... não é só ter uma mulher disponível, qualquer mulher, mocreia, barraqueira, mal cuidada, e assim vai... é óbvio que nenhum dispensaria a Angelina Jolie nem tampouco alguma dispensaria o Brad Pitt e assim vai... até aqui zero a zero.
Mas a coisa é sempre colocada de uma forma muito generalizada e feminista ao extremo.
Então falemos de sensibilidade.
Mulheres são sensíveis, homens são selvagens e instintivos.
Pois então vejamos: Quantos grandes pintores conhecemos na história da humanidade, todos, e quantas mulheres pintaram por exemplo uma Mona Lisa ou Capela Sistina? Quantos compuseram óperas e sinfonias e quantas mulheres compuseram 9ªs Sinfonias e La Traviattas?
Quantos homens dirigiram filmes maravilhosos e quantas mulheres dirigiram Casablanca, Cidadão Kaine ou ET? Quantas bandas de rock eram compostas só por mulheres e mantiveram discos por décadas no topo das paradas? Quantas mulheres escreveram peças de teatro como Romeu e Julieta, Esperando Godot, Gata em teto de zinco quente? Quantas mulheres escreveram romances arrebatadores entre os cem mais indispensáveis de serem lidos? Quantas mulheres foram filosofas que se tornaram clássicas? Quantas mulheres foram desenhistas de histórias em quadrinhos de sucesso? Quantas foram revolucionárias em design ou criaram movimentos como cubismo, renascentismo, modernismo, ismo, ismo, ismo?
Tá vendo como é fácil inverter. Com isso então concluímos que mulheres não tem sentimentos?
Que são apenas musas inspiradoras, que só sabem fazer sofrer? E que esse sofrimento faz criar?
Homens e mulheres traem pelos mesmos motivos.
Quais os motivos? Sei lá, acho que cada um tem o seu, mas não estão divididos por sexo ou preferência sexual, melhor dizendo.

7 comentários:

Creuza disse...

queridoprimitorevoltadito!!!
tá furioso só por que a americana falou que homem só pensa com a cabeça debaixo(rsrs)...só que nas suas comparações vc misturou as estações pois as mulheres ainda são em menor número de tantas coisas citada por terem ficado mt tempo escrava,presa,submissa ao homem no nosso regime patriarcal,dai até elas tirarem o sutiam no sentido figurativo da liberdade ,perderam mt em comparação ao desenvolvimento e participação ativa na sociedade!!!concordo plenamente que na atualidade as mulheres já estão liberadas tanto qto os homens e é uma enganação falar que só traem por amor...elas traem pelos mesmos sentimentos que levam o homem a trair então aqueles que traem não precisam de maiores explicações,certo????

Vitorio disse...

Olá priminhadefensoradasfracasescravisadasecomprimidas.
Vocêviuqueeufaleiqueémuitofácilinverterascoisasecolocartambémasmulherescomoestereotiposdefraquesaemocional.Concordoqueparatrairbastaestarcomtesãoeumpoucodecoragem.beijos.

Mary Joe disse...

Bom Vitorio, naõ sei se concordo com tudo... mas definitivamente, sua ira é justificável.

Agora, sua indignação procede. A gente ser colocado em conta como troglodita, não deve ser bom.
Mas leitora chorosa de romances de banca, e no muito musa inspiradora, aff.
Te garanto que também naõ é.

Vamos malhar então, o que deve ser malhado: a generalização.


Detesto generalizações, tipo, homens isso, mulheres aquilo.

Até porque sou sempre diferente do padrão, embora inserida nele, entaõ, essas comparações as vezes me deixam com a seguinte pergunta: quem eu sou, se naõ me comporto como os homens ou as mulheres presentes?

Ah! E honestamente, Brad Pitt naõ rola não... Se pelo menos fosse o Russel Crowe.

O importante, eu acho, é termos noção do que fazemos, do porque fazemos...E naõ tanto, se isso se "enquadra" nesse padrão pseudocientífico.

Beijo carinhoso
Mary

Anônimo disse...

Acho que alguns homens e mulheres traem (não dá pra generalizar) porque ou é da sua natureza trair ou sofrem de insatisfação crônica.

Saudações

Andréa

Vitorio disse...

MaRy JoE
Sabias palavras e ótimo fio de meada vc pegou. Generalização é burrice pura.
Mas vamos abordar mais esse tema que é muito amplo e tem muito prá se pensar.Bjs.

Vitorio disse...

Olá Andréa.
Sim, vc esta certa na coisa da insatisfação crônica. Tenho uma amiga que diz uma verdade absoluta: O homem anda na rua e vê um monte de mulher atraente, chega em casa e quando a mulher dele vai prá cama, vem trajando uma camiseta de político furada nas costas, como ter tesão vendo uma mulher com uma camiseta do Collor?
Na mesma hora ele começa a fazer planos excluindo a sua mulher.
Quanto a trair por ser da natureza, do desejo de aventura tb é verdade, algumas pessoas não nasceram para ser ou ter apenas uma pessoa na vida.
Obrigado por seu comentário.
Abç.

Anônimo disse...

Recomendo à todos o filme "Vicky Cristina em Barcelona" de Wood Allen.
Trata deste e outros temas de uma maneira muito leve.
Vale a pena!

Andréa