PENSANDO

PENSANDO

sexta-feira, 22 de maio de 2009

CHEGAMOS LÁ.


Você leu o livro, ouviu o disquinho ou viu o filme?
Pois é, Alice no pais das maravilhas trata, não de uma pais das maravilhas, mas de um pais de loucos e da assimilação incondicional da loucura alheia.
Chegamos a isso. Nosso mundo é de loucos. Todos estão loucos e no entanto, embora toda mundo tenha lá um pouquinho de desconfiança, ninguém acha que é louco ou somos loucos.
Não há remédio para isso, só o diagnóstico de que iremos piorar.
E quanto piores ficarmos, mais distante de perceber a loucura coletiva.
É próprio do coletivo assimilar a loucura alheia e compartilha-la.

2 comentários:

Mary Joe disse...

Adoro a história de Alice, porque ela me parece uma alegoria maravilhosa para a loucura de cada um de nós.
Quem entende o que escrevi? Só sendo doido para entender, ou lendo Alice...

vitorio disse...

Mary, este assunto de loucura precisa de mergulhos muito corajosos, e eu gosto de faze-los.[Bjs.