PENSANDO

PENSANDO

quarta-feira, 27 de maio de 2009

MULHERES VOAM.

Minha mulher me perguntou se eu não havia notado nada de diferente nela.
Como eu não havia, fiquei mudo e gelado.
Briga na certa após a negativa.
Ela ficou indignada e deu briga.
Para remediar depois de algum tempo ela voltou a fazer a mesma pergunta.
Eu vi que não poderia ficar se arriscar algo.
Disse : - Já sei, você pagou a conta de água.
- Deixa de ser idiota.
Ela não havia cortado o cabelo, engordado ou emagrecido, não tirou sobrancelhas, não fez nada de evidente, minha filha também não consegui descobrir e eu coloquei panos quentes e tratei de esquecer a questão.
Depois de alguns dias ela terceirizou a resposta via uma tabela provocadora.
Ela havia deixado de fumar.
Engraçado é que isso incomodava muito a gente, e nem notamos que o incomodo não nos estava incomodando mais.

2 comentários:

Mary Joe disse...

Parabéns a ela, por ter conseguido parar com algo tão absorvente quanto fumar.

Vitório, ja aprendi que homens jamais percebem as coisas, ainda que elas estejam literalmente escritas na nossa cara... tenho um marido (maravilhoso) que naõ nota nem se mudo para loira ou amanheço ruiva.

Agora, achei curioso o incômodo que naõ incomoda. Lembrei disso no caso de dor. Só percebemos que naõ dói mais quando esquecemos da dor.
Ou será que esquecemos porque naõ doi mais?

vitorio disse...

Mary, um dia meu vizinho barulhento dos fundos tocou música até as 4 da manhã, eu não conseguindo dormir passei a ler a biografia dos Beatles, fiquei tão envolvido pela leitura que só 1 hora depois que ele parou com a musica eu notei.
Abçs.